22.1.06

"We'll always have Paris..."



Parece que o Francisco me roubou a deixa, a mim e ao Humphrey Bogart. Vou aproveità-la: é verdade que teremos sempre Paris, nao apenas uma, mas varias Paris.
Teremos a Paris de "Casablanca", da Guerra e da Résistance. Ou entao a Paris da Belle époque, dos saloes e "thés dançants" da Exposiçao Universal do principio do século. A Paris de Sartre e Beauvoir, Saint-Germain des Près e o jazz, os cafés littéraires comme o "Flore" ou o "Deux Magots", a "Brasserie Lipp" onde se fez grande parte da politica da 5ème République. A Paris revolucionària e escaldante do Maio 68 e dos movimentos estudantis. Até a Paris de "Amélie Poulain", da butte Montmartre e dos pintores, do antigo atelier de Picasso e tantos outros.
E a "nossa" Paris, mistura de todas as outras e unica ao mesmo tempo. Cada um guarda para si uma parte de Paris, um momento, uma musica que é so nossa e que so nos temos o privilégio de viver. Essa é a magia da cidade Luz: consegue ser de 10 milhoes de pessoas, da Historia e ao mesmo tempo tao singularmente nossa.
Termino como começei, com "Casablanca":

"Here's looking to you kid"

Aucun commentaire: