31.5.06

"Fésta Popular"

Não quis deixar de partilhar esta joia da comunidade portuguesa em Paris convosco...
De passagem pelo banco ontem à tarde, dou com um pequeno panfleto em cima do balcao, que passo a transcrever (infelizmente nao tenho scanner e nao posso apresentar a versao original, ao vivo e a cores):

"Fésta Popular

Organização da Associaçao G.D. Minhotos

3-4 Junho 06, Stade Didot (Porte de Vanves, Paris 14)

- Sàbado 3: Pétanque, Sueca, Malhas, Futebol
Equipas participantes: Neves F.C. (proveniente de Portugal), G.D. Minhotos, Vasco da Gama, A.D. Meudon, Caravela F.C. e Lusonorte Valpacos.

- Domingo 4: Festa Musical/Futebol

Bar e Bons Petiscos - Entrada Livre

Com a participaçao du Banco BCP, Agência 13, rue Paul Barruel 75015 Paris. "

Conseguem imaginar programa melhor para este fim-de-semana?? Viva Portugal!!

30.5.06

Maria à Paris





Tudo começou numa quinta-feira à noite, com a Maria a chegar a Porte Maillot vinda de Beauvais, aeroporto fora de Paris onde aterra a Ryanair. Depois de dar duas voltas à praça là encontrei a estaçao de autocarros e a pobre da Maria, de mochila às costas. A partir dai começou o fim de semana.
E que bem começou, com uma caminhada de Porte Maillot até minha casa, passando pelo Arc du Triomphe, Champs-Élysées, Concorde, Pont des Arts...Duas horas a pé, com chuva à mistura, passando pelos locais mais emblematicos de Paris.
Depois disso eu tive infelizmente de entregar-me ao estudo (os exames estavam à porta) e deixar a Maria descobrir Paris sozinha.
É de assinalar no entanto pique-nique nas "marches" do Sacré-Coeur, ja depois da chegada do Henrique, seguido de festa na Cité Universitaire, tipo arraial, e também um jantar em minha casa com o Sr. Doutor Francisco Valente.
Um fim de semana bem passado e uma bela visita Maria Eça, que eu devolvo dia 27!

Roma me aguarde!

26.5.06

La Pagode

Uma das mais belas salas de cinema do mundo está certamente no cinema La Pagode em Paris. Situado no 7ème arrondissement, uma das zonas mais calmas da cidade, esta sala esteve há pouco tempo em risco de fechar devido aos planos do seu proprietário. No entanto, o Ministério da Cultura decidiu intervir, e elevou o cinema a monumento nacional para impedir qualquer modificação ao seu aspecto ou à sua estrutura.
Tive a oportunidade de poder aí ver um filme muito recentemente e poder admirar toda a sua beleza. Depois dos anúncios e publicidade, as luzes abrem mais uma vez antes de se dar início ao filme propriamente dito. Segundo uma cinéfila muito bem informada, é uma tradição francesa, mas eu suspeito que seja para o público presente poder admirar uma última vez a sala japonesa antes de se poder concentrar na obra que vai visualizar.
Assim, parisienses, estrangeiros, cinéfilos ou não, aconselho vivamente qualquer ser vivo a experimentar ver um filme na primeira sala da Pagode. É um cenário de uma riqueza excepcional para os olhos, que nos espanta antes de entrarmos no sonho da cinefilia, no nosso encontro com os nossos deuses e fantasmas, não necessariamente orientais, mas divinos na sua tradição.

13.5.06

Exame

Sexta-feira dia 12, exame antecipado de uma cadeira opcional, a tal de que ja vos falei, onde as aulas começam com musica, continuam com pintura e acabam com banda desenhada.
O exame vai ter lugar no anfiteatro Fraisse, o maior de todos, para 600 alunos.Nos somos apenas uma duzia. Quando entramos ja as folhas e enunciados estavam em lugares estratégicamente escolhidos. E ao lado de cada folha, um chocolate.Um chocolate, um pequeno chocolate Côte d'Or, qual recompensa para meninos bem comportados.
Pequeno discurso sobre o enunciado: duas perguntas, podem responder apenas à primeira, apenas à segunda ou às duas. "Soit dessert, soit fromage, soit fromage et dessert!!". À la carte.
"1 - Quels sont, de votre point de vue (Étudiants Erasmus notamment), les aspects spécifiquement français des médicaments?"
2 - Réfléchir, cela commence par dire "non"! Développez les (ou une partie des) différents points sur lesquels vous n'avez pas le même avis."
Começa o exame, supostamente com um limite de duas horas, mas no fundo ilimitado em tempo e possibilidades. Começam também os vai e vêns do professor entre as filas, entre os alunos: "ça va? qu'est ce que je peux faire pour vous? si vous manquez d'inspiration vous pouvez commencer par dire que vous n'êtes pas d'accord avec le sujet de cet examen..."
E assim se passou um exame, em ambiente convivial, descontraido e nem por isso facil. Se todos pudessem ser assim...

4.5.06

Vive le printemps!!

Acabaram finalmente os tempos do frio e da chuva, o longo inverno parisiense abdicou e deu lugar à primavera. E com a primavera os parisienses sairam para a rua: todas as noites tem encontro marcado com as esplanadas da rue Mouffetard e da Place de la Contrescarpe, as "terrasses" enchem-se, os bares e restaurantes abrem as janelas e portas e viram-se para a rua, onde ja nao ha espaço para andar. A fila dos "Gelati d'Alberto" ja têm varios metros e parece crescer de dia para dia.Os sobretudos, cachecois e gorros dão lugar às saias,decotes e oculos de sol, a pele ainda branca (e às vezes escaldada!) mostra-se cada vez mais. Bons tempos se avizinham, na rua, nas "terasses", em Paris.
Abaixo o Inverno, longa vida à Primavera!!