5.1.07

Pendus Politiques

A Radio Nova, radio francesa algo "hype" ou "tendance" como diriam os franceses "branchés" (para nos a palavra escolhida seria provavelmente "alternativa", embora ainda não perceba o verdadeiro significado desta expressão...) tem um programa matinal em que se diverte a "enforcar" homens politicos, provavelmente inspirada pela recente condenação de Sadam Hussein.
Passo a explicar: a emissão tem um proposito comico-satirico e diverte-se comentando excertos de discursos fora de contexto de homens politicos da actualidade. Consoante o ridiculo das suas intervenções (avaliado imparcialmente pelos locutores, como era de esperar...), são condenados ou não à forca.
Brincadeira de mau gosto ou piada espirituosa?


P.S.: se percebesse alguma coisa de hyperlinks dava-vos o site da estação, mas acho que para isso preciso da ajuda do Francisco...
Revoltante.
Ontem passei no boulevard Saint-Michel e reparei que havia uma loja nova. No lugar da antiga livraria de filosofia , vandalizada brutalmente pelos manifestantes anti-CPE o ano passado, abriu uma "Delaveine", loja de roupa chunga! Em plena place de la Sorbonne!
Um monumento ao consumismo na praça da sabedoria.

Sondagens

Começam a sair as primeiras sondagens sobre as eleições presidenciais:
Ségolène 34%,
Sarkozy 32%,
Le Pen 15%.

C'est chaud!!

2.1.07

Passagem de ano em Paris

Em primeiro lugar um bom ano a todos e a todas!
Este ano entrei em 2007 uma hora antes de todos aqueles que ficaram em Portugal porque, pela primeira vez, passei o ano em Paris. Isso está feito.
Devo dizer que a passagem de ano por terras gaulesas nada fica a dever à nossa Lisboa: o fogo de artificio é pouco, as pessoas nas ruas também (estava a chover torrencialmente algumas horas antes da meia-noite) e a festa não entusiasma.
Também devo dizer que não fui à procura dos centros nevralgicos da agitação. E isto das passagens de ano têm mais a ver com quem se està e com o ambiente em redor, nem sempre com cidades ou paises.
De qualquer maneira fica a nota: passei o ano em Paris.